Herbologia com Briseida – Receita 1 – A magia da canela

Quem é Briseida?

Uma das minhas personagens preferidas no romance A Praia das Almas.

Ela que tem uma personalidade alegre, carismática e acolhedora começou como um personagem menor inspiradas nas Sílfides, ganhou espaço na obra por sua natureza dual.

Significado de sílfide
[Mitologia] Gênio feminino do ar, na Idade Média, das mitologias céltica e germânica; feminino de silfo. [Figurado] Mulher muito magra, graciosa, esbelta e delicada. [Figurado] Figura vaporosa, que não se consegue distinguir.

Ao mesmo tempo que tem as características de uma fada do ar e uma ligação natural com as plantas das quais extrai poções curativas ela tem as características de uma Banshee.

Banshee é um ente fantástico da mitologia celta (Irlanda) que é conhecida como Bean Nighe na mitologia. Elas provêm da família das fadas, e é a forma mais obscura delas. As banshees eram como seres que previam a morte, seu grito poderia ser ouvido a quilômetros de distância,

Briseida é a mestra em herbologia e curandeira que treina Samantha. Os conhecimentos de Briseida são baseados em medicina natural. Claro que no livro não houve espaço para muitas receitas, então criei aqui no blog esse cantinho para compartilhar algumas receitas mágicas.

Com a palavra Briseida:

O mundo é cheio de vida e mágia, a humanidade se esqueceu da sua ligação com a natureza. Todos os medicamentos da sua medicina vem da natureza, vocês pegam as plantas as fragmentam e decompõe até ficar o que chamam de princípio ativo. Pegam essa molécula destituída de alma e anima e colocam em comprimidos. Nada contra sua ciência, o que eu ensino é o que vem antes, é o que previne que seu corpo adoeça a ponto de precisar de comprimidos. Eu ensino a cuidar da alma, para manter a saúde do corpo. Ensino qualidade de vida!

Esse é só o primeiro de uma série de posts com receitas que você pode experimentar ☺️☺️

Receita 1 A magia da canela

Um dos condimentos mais antigos do mundo, a canela é muito utilizada na culinária brasileira para dar um sabor e cheirinho especial aos alimentos. No entanto, os benefícios da canela vão muito mais além do que na gastronomia, principalmente, para a saúde. Para você ter uma ideia, a canela é uma forte combatente contra a diabetes, além de contribuir para o emagrecimento e fazer bem até para o cabelo.

Originalmente, a canela é uma especiaria vinda do Sri Lanka, um pequeno país asiático. Ela é extraída da casca do tronco de uma árvore tropical chamada Cinnamomum, ou caneleira, e tem um perfume inconfundível. O fato é que essa substância tem inúmeras propriedades medicinais se utilizada em forma de chá ou pó.

É importante saber que só há uma canela verdadeira, popularmente conhecida como “canela-do-ceilão”, originada da planta Cinnamomum zeylanicum. Outro nome botânico alternativo para canela-do-ceilão é Cinnamomum verum, que traduzido significa “canela-verdadeira.” (Ceilão é a forma portuguesa para o país Sri-lanka

Muitas vezes vocês mortais vendem cássia como se fosse canela. O termo “cássia” não se refere à canela-do-Ceilão, mas sim a outras espécies de canela.

Esteja atenta ao tipo de canela, pois apenas a verdadeira canela, está associada a potenciais benefícios para a saúde, envolvendo a regulação de açúcar no sangue.

Imagem via sustentaveleorganico

Como é muito difícil identificar quando compra canela em pó prefira a canela em pau para a nossa receita.

No caso da canela em pau, existem algumas características que facilitam a identificação. Quantidade de lascas em cada vara, enquanto a cássia apresenta apenas uma lasca, a canela-verdadeira tem lascas mais finas e sobrepostas uma por cima da outra, formando assim várias camadas.

Chá de hortelã com canela e gengibre

Ingredientes
1 pedaço de gengibre a gosto
1 limão
1 l de água quente
1 colher de mel
Gelo
Folhas de hortelã
Modo de preparo
Corte o gengibre em pedaços menores, esprema o suco do limão e coloque em uma caneca;
Adicione a água, o mel e misture. Reserve na geladeira por 2 horas;
Em um copo grande, coloque gelo, a hortelã e sirva o chá gelado.

Esse chá tem a refrescância da hortelã e do limão para equilibrar o fato do gengibre e canela serem elementos quentes.

Como gengibre e canela podem elevar a pressão arterial é importante consumir com moderação em especial se tiver pressão alta. Chás com esses componentes não são indicados para gestantes.

Chá de hortelã, cravo, canela e gengibre

gengibre

Ingredientes
300 ml de água
1 pau de canela grande
6 cravos-da-índia
4 folhas grandes de hortelã
1 pedaço de gengibre a gosto
Açúcar mascavo a gosto
Modo de preparo
Em uma panela, adicione a água, a canela, os cravos, a hortelã, o gengibre e deixe ferver;
Quando reduzir bem, misture o açúcar, desligue o fogo e coe o chá em uma xícara.

Ficou curioso com essa personagem incrivel, leia A Praia das Almas, Livro 1- Inocência – e-book disponível no catalogo na amazon https://www.amazon.com.br/Praia-das-Almas-Livro-Inoc%C3%AAncia-ebook/dp/B0B3S1YTCJ por apenas 1,99

E descubra as outras coisas que essa professora mágica ensina para Samantha, Emília e Melissa. Garanto que não é apenas sobre chás e ervas

Publicidade

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s