Entrevista da autora no @escritacontexto

Uma das coisas mais emocionantes que eu fiz foi essa entrevista na qual pude falar um pouco de como foi escrever meu primeiro livro.

Escrever para mim sempre foi uma necessidade, mesmo tendo um certo grau de disortografia.

A Disortografia é uma Dificuldade de Aprendizagem Específica que resulta de uma condição neurológica. Afeta a forma como o cérebro processa a linguagem escrita, manifestando-se na dificuldade de produção escrita e traduzindo-se nas dificuldades de elaboração de textos escritos e de aplicação das regras fonológicas e ortográficas das palavras. A disortografia poderá estar associada à dislexia, no entanto, poderá existir disortografia sem dislexia (dificuldade no processo de leitura).

Foram muitos os desafios desde o inicio da minha vida escolar. Nos anos 80 sabia-se bem menos que agora sobre distúrbios como esse, que no meu caso não compromete o aprendizado como um todo, mas gera muito receio ao escreve para outras pessoas.

Talvez por isso eu tenha adentrado o campo da literatura oral e me tornado contadora de histórias antes de me permitir me reconhecer como escritora.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s